Em seu parecer sobre o caso do deputado estadual de Botucatu Fernando Cury (Cidadania) - filmado durante sessão realizada no último dia 16 de dezembro tocando na lateral dos seios da parlamentar Isa Penna (Psol), que o acusou de assédio -, o relator Emídio de Souza (PT) propôs, nesta quarta-feira (3), a suspensão temporária do mandato do colega por seis meses, sem remuneração no período. Logo depois da leitura do relatório, Wellington Moura (Republicanos) pediu vista do caso. A próxima reunião foi marcada para sexta-feira (5).

O relatório, entregue aos membros do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), foi mantido em segredo até o início da reunião, o que causou protestos de alguns deputados. 

 

A sessão foi presidida pela deputada Maria Lúcia Amary (PSDB) e contou com a participação dos deputados Adalberto Freitas (PSL), Emidio de Souza (PT), Barros Munhoz (PSDB), Wellington Moura (Republicanos), Delegado Olim (PP), Erica Malunguinho (PSOL), Alex de Madureira (PSD) e Estevam Galvão (DEM), membro corregedor.

O último membro do Conselho, Campos Machado (Avante), está de licença dos trabalhos formais da Alesp, se recuperando de cirurgia. Na terça-feira (2), os deputados tentaram, sem sucesso, chegar a um acordo sobre qual seria a punição aplicada a Cury, o que abria margem para que pedido de vista alongasse mais o processo.

A tendência dos deputados era de descartar a cassação e determinar a suspensão temporária do mandato, mas havia divergência em relação à duração do castigo - aliados de Isa Penna queriam suspensão superior a 120 dias, o que faz com que seja convocado um suplente para Cury.

 

Em nota, o advogado de defesa do deputado, Roberto Delmanto Junior, informou que acompanhou o parecer do relator do Conselho de Ética e que aguarda a finalização do julgamento na próxima reunião do Conselho, marcada para sexta-feira, às 10 horas, para se manifestar. (Jcnet)

 

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

ThumbnailSupremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira (15) rejeitar o recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que buscava reverter a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva impostas pela Justiça Federal do Paraná, na Operação Lava...