Três policiais militares morreram baleados após uma abordagem a um falso policial civil na avenida Escola Politécnica, no bairro do Rio Pequeno, região da zona oeste de São Paulo, por volta das 4h deste sábado (8).

De acordo com informações da Polícia Militar, agentes estavam em patrulhamento pela região quando desconfiaram da atitude suspeita de um veículo que trafegava pela avenida.

O Sargento Oliveira, 37 anos, policial militar a 14 anos, era casado, tem uma filha de 16 anos e a esposa, também Policial Militares, está grávida de gêmeos.
O Soldado Menezes, 33 anos, está na Instituição há 10 anos.
O Soldado Rodrigues, tinha 29 anos, era casado, e deixa a esposa, também grávida. Estava na Polícia Militar há 6 anos.

No momento da abordagem, o ocupante do veículo atirou contra os agentes e os policiais revidaram. Após troca de tiros, os três policiais foram alvejados. Eles chegaram a ser encaminhados ao pronto socorro do Hospital Universitário, mas não resistiram e morreram.

O homem que efetuou os disparos portava um documento falso como policial civil e também foi atingido, morrendo no local. A Polícia Militar segue no endereço preservando a via para a chegada da perícia. Uma das faixas da avenida Escola Politécnica segue interditada.

Um segundo suspeito, que estava no veículo junto ao que atirou contra os policiais, não se feriu e está na delegacia para prestar esclarecimentos.

A delegacia que atende a área é o 93° DP (Jaguaré), que fica localizado a cerca de um quilômetro do local dos tiros. (R7)

Últimas Notícias : Pages : FM Integração

Thumbnail O homem de 49 anos que foi morto a facadas dentro de casa em Botucatu (SP) tinha pelo menos 30 perfurações no corpo, de acordo com a polícia. O cunhado dele, de 38 anos, foi preso em flagrante suspeito do crime. Segundo o boletim de ocorrência, os peritos analisaram o...